quinta-feira, 17 de maio de 2012

Opinião: Os Homens que Odeiam as Mulheres (Millennium 1)


Autor: Stieg Larsson
Título Original: Män Som Hatar Kvinnor (2005)
Tradução: Mário Dias Correia
ISBN: 9789896660734
Editora: Oceanos (2008)

Os três livros da incompleta saga Millenium são um verdadeiro fenómeno mundial, mas tal apenas aconteceu após a morte do autor. Stieg Larsson, jornalista e editor de revistas sueco idealizou a sua obra num total de 10 volumes, contudo, um ataque cardíaco fatal roubou-lhe a vida antes de cumprir esse objetivo.

Sinopse:

Os Homens que Odeiam as Mulheres é o primeiro livro publicado. Nele, o autor apresenta duas das personagens mais interessantes da literatura policial: Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander.

A trama inicia-se quando Mikael Blomkvist é julgado pelo crime de difamação de um financeiro poderoso e condenado a três meses de prisão. Sendo um dos diretores da revista Millennium, o jornalista deseja afastar-se das suas funções de modo a não prejudicar a publicação para a qual trabalha. Mas esse período de pausa está longe de ser o que era esperado. Henrik Vanger, que já foi um dos mais importantes industriais da Suécia, contacta o jornalista para uma missão secreta. Sob a fachada de estar a escrever a história da peculiar família Vanger, Mikael deverá descobrir à sobrinha-neta de Henrik, que desapareceu misteriosamente há 40 anos.

Paralelamente, Lisbeth Salander, uma jovem de 24 anos que é especialista em investigação pessoal enfrenta um novo problema na sua complicada vida. Considerada inapta e um perigo para a sociedade, Lisbeth vê a sua pouca liberdade ainda mais restringida, quando o seu tutor sofre de uma hemorragia cerebral. O seu caso é transferido para um novo responsável que vê nela uma rapariga indefesa que pode ser usada a seu bel-prazer. Contudo, depressa se aperceberá que está enganado.

Os caminhos de Mikael e Lisbeth cruzam-se durante a investigação encomendada por Vager , e juntos percebem que estão perante uma história mais obscura do que alguma vez poderiam ter imaginado.

Opinião:

Esta coleção é obrigatória para todos os que apreciam um policial. E até para aqueles que não gostam assim tanto. Os Homens que Odeiam as Mulheres está longe de ser considerado um livro com momentos aborrecidos. O ritmo rápido da ação garra desde a primeira página e faz querer desejar saber cada vez mais, tornando-se um verdadeiro vício.

Com um estilo de escrita claro e fácil de acompanhar, Larsson apresenta diálogos realistas e as descrições detalhadas que nos fazem sentir a tensão do desenrolar dos acontecimentos

E se o enredo é uma grande força de Larsson, as suas personagens não lhe ficam nada atrás. Lisbeth, com toda a sua atitude reprovadora, cativa desde o primeiro momento. Todos a veem dentro do estereótipo maníaco-agressivo, mas a verdade é que se trata de uma mulher que luta pelos seus direitos e valores, que é honesta e que, apesar de apresentar uma frágil, mostra que é possível alcançar o que desejamos se fizermos por isso. Mikael representa o jornalista correto que procura desmascarar as falhas na sociedade, mesmo que para tal coloque a sua reputação em risco. Encantador e profissional, é um homem completamente embrenhado nos seus princípios, capaz de tudo para ajudar os inocentes.

Ao mesmo tempo que presenteia o leitor com um bom entretenimento, o autor chama a atenção para o papel da mulher e para as situações de corrupção nos órgãos políticos e empresariais. Passando-se na Suécia, considerado um dos países com maior qualidade de vida do mundo, faz-nos refletir sobre os podres da nossa sociedade.  

Uma leitura que dá imenso prazer e que, findo o livro, faz desejar pegar logo no segundo volume da coleção. 

3 comentários:

nuno chaves disse...

Este é um livro que tenho mesmo muita curiosidade em ler, primeiro porque gosto muito de policiais, segundo porque me rendi ao já chamado "policial Nórdico" tenho ouvido maravilhas acerca desta saga (e também já tenho ouvido falar menos bem... lol)
Tenho andado a evitar a sua leitura, embora esta tua opinião me tenha dado um empurrão em sentido contrário.
A ver vamos...
Boas leituras

P.S:- parabéns pelo novo espaço. Já cá tinha dado um salto, mas ainda não tinha tido oportunidade de comentar. Vou juntar aos favoritos.

Paulo disse...

Olá,

Tive a sorte de me emprestarem esta trilogia e adorei, foi dos melhores policiais que li.

Mais uma excelente critica ;)

Cláudia disse...

Olá Nuno! Agradeço a mensagem =) Confesso que também não peguei logo nestes livros, apesar de não conseguir explicar a razão de tal ter acontecido. Contudo, fico feliz por o ter feito e espero que quando os leres sintas a mesma satisfação que eu.

Olá Paulo (ou Fiacha =P)! Realmente é uma trilogia (e infelizmente apenas uma trilogia) bem cativante. Obrigada pelo teu comentário. Fico feliz por saberes que passas por aqui =)*