segunda-feira, 14 de julho de 2014

Opinião: Deusa (Predestinados #3)

Título Original: Goddess (2013)
Autor: Josephine Angelini
Tradução: Inês Castro
ISBN: 9789896574659
Editora: Planeta (2014)

Sinopse:

Após libertar por acidente os deuses do seu cativeiro no Olimpo, Helena tem de encontrar uma forma de os voltar a aprisionar, sem dar origem a uma guerra devastadora. Mas os deuses estão zangados. Para piorar a situação, o Oráculo revela que um tirano diabólico se esconde no seu seio e que fomenta a discórdia entre o grupo outrora sólido de amigos. Uma conclusão convincente de Josephine Angelini da trilogia «Predestinados» magistralmente tecida, em que uma deusa se deve elevar acima de tudo e de todos para mudar um destino que foi escrito nas estrelas.

Opinião:

Deusa é o último volume da trilogia Predestinados e admito desde já que, dos três, foi o livro que mais gostei de ler. Existem ainda alguns aspectos que não me conseguiram cativar por completo, mas o desenvolvimento do enredo e a utilização de elementos mitológicos surpreenderam-me e fizeram ficar agarrada a esta leitura.

O livro inicia no momento em que Sonhos Esquecidos terminou. A proximidade de um confronto é evidente, mas existe a sensação de que ainda há muito por fazer e descobrir. Porém, com o passar das páginas, é possível constatar que Josephine Angelini pensou em tudo e não quer deixar assuntos por esclarecer.

Helena continua a ser uma protagonista com a qual não consigo estabelecer grande ligação. Ela é descrita como perfeita e não existe uma personagem capaz de lhe apontar uma crítica nesse sentido. Isso faz com que seja complicado acreditar que ela poderia ser alguém real. Contudo, existem aspectos externos a Helena que a tornam mais interessante do que nos dois volumes anteriores. Recordações de vidas passadas, descobertas e tomadas de decisões fazem com que, por momentos, seja possível esquecer as falhas desta protagonista. Afinal, existe muita coisa apelativa à volta dela.

Após uma fase mais negra, Lucas parece estar a recuperar, mas certas reviravoltas fazem com que ele entre em situações inesperadas. No final, percebe-se que ele é um jovem altruísta e de grande coração. Já Oríon perde o humor que lhe era característico, mas continua a cativar devido às suas atitudes e à revelação do seu passado.

O assunto triângulo amoroso continua a ser explorado. Aqui é interessante constatar que o amor pode assumir diferentes formas, o que faz com que a protagonista viva um grande dilema. Contudo, não fiquei completamente convencida com a forma como este problema foi resolvido. Era fácil perceber o que iria acontecer ao não eleito por Helena, mas gostaria de ter visto mais subtileza. Parece que houve um ligar e desligar automático de sentimentos e eu preferia uma evolução gradual.

A personagem que mais me conquistou foi um deus. Adorei a opção da autora de dar aos deuses personalidades um pouco diferentes e o que ela fez com Hades foi muito bom. O deus dos mortos não é apresentado como alguém cruel e rancoroso, mas como uma das divindades com maior coração e grande compaixão. As razões para tal são bem fundamentadas e fazem desta figura alguém que pode ser distante mas que faz toda a diferença.

Fiquei rendida à forma como a autora pegou na Guerra de Troia e voltou a contá-la dando às personagens personalidades e motivações distintas das lhes seriam esperadas. A história é a mesma, mas é vista de uma forma completamente nova. Também apreciei a forma como essas figuras se foram repetindo ao longo da história, sendo representadas noutras figuras bem conhecidas. No final, torna-se curioso observar o trocar dos papéis de vilão e de herói. Faz pensar no que realmente os define.

O encadeamento dos acontecimentos está bem conseguido e faz a trama fluir. Existe sempre algo a acontecer o que puxa para uma leitura rápida, mesmo quando é possível apontar falhas. A conclusão faz sentido, demostra que a força nem sempre é  mais relevante numa batalha, e gostei da ideia de que a felicidade não passa a ser um dado adquirido quando a vitória é alcançada. Deusa  termina a trilogia Predestinados de uma forma bonita e com um leve toque de tragédia. Um livro que supera os anteriores e que deixa adivinhar que Josephine Angelini é uma autora em evolução.

Outras opiniões a livros de Josephine Angelini:
Predestinados (Predestinados #1)
Sonhos Esquecidos (Predestinados #2)

13 comentários:

ℒ ღ disse...

Serei a única a detestar as traduções de Inês Castro? Horrível!
Usa nos diálogos e no próprio texto traduções muito à letra, ninguém dialoga daquelas maneiras tipo:
- Verdade?
- Sim. Verdade.
E muitas mais coisas sem nexo.
Detestei a tradução no "Predestinados" e "Quando aqui estavas", até perdi o interesse de ler a continuação de "predestinados". O pior é que as histórias nem são más, mas considero que ela estraga os livros com a tradução. >.<

Cláudia disse...

Olá ℒ ღ

Por acaso nunca fiz a ligação entre as traduções. Mas realmente de vez em quando vejo algumas coisas que me fazem muita confusão. Mas realmente de vez em quando surgem diálogos com características pouco credíveis. Posso dizer-te que ainda ontem li num livro que já vai na quinta edição "mais bom" numa frase. Fiquei horrorizada.

ℒ ღ disse...

E o pior é que, estando eu agora muito mais atenta é só nas "maiores" editoras que vejo isso! Só os faz ficar mal baixar assim o nível. Pois estão a pagar tanto a tradutores como a revisores para fazerem mal o trabalho e somos nós que pagamos nos dois sentidos por isso. Tanto monetário como pelo desgosto de ler coisas assim na nossa língua e nas nossas histórias...

Cláudia disse...

Realmente, eu às vezes vejo erros rídiculos ou "brasileirismos" e tenho de olhar para a capa para confirmar a editora daquele livro, pois tal como dizes, às vezes é uma das "grandes2 ou das "referências".
Ás vezes até custa a acreditar e eu tento abstrair-me de algumas situações, de modo a não estragar a leitura, mas existem situações que doem de tão inacreditáveis que são.

Nathália N. disse...

Oi!

Gostaria de saber como conseguiu o exemplar da continuação de Predestinados, a Editora Intrínseca havia lançado o primeiro livro e gostaria de adquirir os outros livros.

Qualquer coisa me envia um e-mail
contato.livroterapia@gmail.com

Cláudia disse...

Olá Nathália. Mensagem enviada ;)

Mariana Fernandes disse...

Cláudia, boa tarde!

Também estou interessada em terminar de ler a trilogia. Você pode me passar as informações? Essas traduções são para o português de portugal?

Meu e-mail é: maaafs@hotmail.com

Cláudia disse...

Olá Mariana.

Vou deixar aqui as informações que sei para todos terem acesso. Estas versões são em português de Portugal, mas sinceramente não sei dizer se existem ou não muitas diferenças. Supostamente não devem haver. Em Portugal já foi publicada a trilogia completa. Penso que pode ser adquirida em Fnac.pt ou Wook.pt. De qualquer forma, é sempre melhor confirmar se realmente enviam para fora de Portugal.

Um beijinho*

carlita disse...

Ola, eu também gostaria de saber como conseguiu os exemplares, li o primeiro e n to conseguindo encontrar os outros, to louca pra ler, pfv, se puder entre em contato comigo tb, beatriz.carla07@gmail.com
Desde já agradeço!

Cláudia disse...

Olá Carlita!

Enviei mail.

A todos os que têm surgido com dúvidas semelhantes: peço atenção para o facto de o blogue ser português, o que quer dizer que as edições que opino também são portuguesa. Como tal, os livros podem ser encontrados em lojas e sites portugueses (alguns enviam para fora do país). Para mais questões que possam surgir, é só contactarem-me.

Ana Beatriz disse...

Olá Claúdia,
não consegui achar o livro em lugar nenhum.
Você poderia me enviar por favor?
Meu e-mail:
Ana_beatriz_pvh@hotmail.com
desde já, um muito obrigada.
Adorei o blog!

Ana Beatriz

Cláudia disse...

Oi Ana Beatriz,

Tal como referi no meu comentário de 13 de outubro de 2015, pode encontrar o livro em sites portugueses, tais como wook.pt ou fnac.pt

Beijinho*

Maria Eduarda Piumbini disse...

Olá!
Eu sou nova aqui e estou desesperada para ler o segundo e terceiro livros da coleção.
Eu já rodei uma boa parte da internet, sem sucesso, procurando.
Eu ficaria eternamente grata se você pudesse me enviar os livros!

mariapiumbini.santos@gmail.com

Obrigada pelo seu tempo!