segunda-feira, 17 de abril de 2017

Opinião: Imperador dos Espinhos (Trilogia dos Espinhos #3)

Título Original: Emperor of Thorns (2013)
Autor: Mark Lawrence
Tradução: Renato Carreira
ISBN: 9789898855046
Editora: TopSeller (2017)

Sinopse:

Um rei em busca da vingança.
Com apenas vinte anos de idade, o príncipe tornou-se o Rei Jorg Ancrath, rei de sete nações, conhecido em todo o Império. Mas os planos de vingança que tem para o seu pai ainda não estão completos. Jorg tem de conseguir o impossível: tornar-se imperador.
Um império sem imperador há cem anos.
Esta é uma batalha desconhecida para o jovem rei, habituado a conquistar tudo pela espada. De quatro em quatro anos, os governantes dos cem reinos fragmentados do Império Arruinado reúnem-se na capital, Vyene, para o Congresso, um período de tréguas durante o qual elegem um novo imperador. Mas há cem anos, desde a morte do último regente, que nenhum candidato consegue assegurar a maioria necessária.
Um adversário temível e desconhecido.
Pelo caminho, o Rei Jorg vai enfrentar um adversário diferente de todos os outros, um necromante como o Império nunca viu, uma figura ainda mais odiada e temida do que ele: o Rei dos Mortos.

Opinião:

Este é o último livro da Trilogia dos Espinhos. Em Imperador dos Espinhos, ficamos a conhecer de que forma Jorg vai lutar para alcançar os seus maiores objectivos: vingar-se do pai e tornar-se no imperador, só para provar a todos de que é capaz de fazer o que bem entender. Se nos livros anteriores fiquei impressionada com a construção e desenvolvimento desta figura, posso desde já desvendar que a evolução de Jorg continua e que Mark Lawrence guardou muitas cartas na manga para terminar em grande esta aventura.

A narrativa principal é contada no ponto de vista de Jorg. Desta forma o autor mostra como trabalha a mente deste protagonista de índole tão duvidosa. É curioso constatar o seu egoísmo, mesmo quando parece estar a fazer algo pelos outros, mais o mais atraente é perceber como as suas estratégias são delineadas. Graças aos livros anteriores, já esperamos que sejam usados métodos pouco convencionais ou dignos para que Jorg consiga obter aquilo que quer, mas não deixa de ser intrigante ver que novos esquemas ele vai colocar em prática.

Após um certo acontecimento, é possível perceber uma certa mudança em Jorg, que acaba por criar maior empatia e por levá-lo num caminho que sugere redenção. Digo apenas sugere, pois tal acabará por ficar ao critério de cada leitor. Ainda assim, é curioso ver o caminho que ele percorre e a forma como teme tornar-se na pessoa que mais odeia. Desta forma, as fragilidades do protagonista ficam latentes.

Existem ainda capítulos referentes a acção que decorre no passado, o que acabam por fornecer informações relevantes para entender o que está a acontecer no presente. Aqui, o que mais me chamou a atenção foi o facto de o autor voltar a dar a ideia de que esta é uma trama que se passa no futuro, havendo por isso a presença de tecnologia avançada. Curiosamente, estes conhecimentos técnicos acabam por parecerem misturados com magia. Existe ainda uma série de capítulos que mostram o ponto de vista de outra personagem e, desta forma, um outro lado da trama e um perigo que se aproxima.

Conforme a leitura vai decorrendo, é possível perceber que se está a aproximar um momento marcante. Apesar de todas estas pistas, nada me levou a adivinhar as reviravoltas que o autor tinha preparado para o desfecho desta grande aventura. A conclusão foi verdadeiramente inesperada. O destino dado a Jorg, os motivos para tal e o confronto final fizeram todo o sentido e fazem com que esta personagem dificilmente desapareça da memória.

Imperador dos Espinhos encerra esta trilogia com chave de ouro. Mark Lawrence manteve-se fiel ao tom da obra e às características do protagonista que criou e ainda conseguiu surpreender com um desfecho inesperado. Acredito que os leitores que ficaram cativados com os primeiros livros vão apoiar as decisões do autor. Esta trilogia foi encerrada com um livro forte.

Outras opiniões a livros de Mark Lawrence:
Príncipe dos Espinhos (Trilogia dos Espinhos #1)
Rei dos Espinhos (Trilogia dos Espinhos #2)

Sem comentários: